• Lucas Costa

Qual o perfil de um administrador?



De acordo com as problemáticas do momento em que vivemos o mercado de trabalho exige cada vez mais capacitação dos indivíduos. Nos resta a tentativa de identificar quais são as características dos profissionais de administração mais desejadas para o mercado.

O desemprego ainda é um problema que afeta 12,5 milhões de brasileiros de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE, 2019), o mercado de trabalho se tornou um ambiente extremamente competitivo por conta da escassez de vagas. Então se há milhares de trabalhadores disponíveis, como fazer para se destacar entre os demais? E sendo que cada empresa busca satisfazer determinada demanda do mercado, quais as funções da administração dentro de um mercado tão versátil?

Foi levantada uma pesquisa com 5 candidatos para saber a opinião deles sobre o que faz um bom administrador e o caminho que tomaram para se destacarem na multidão, impactando de forma positiva o seu setor.

Analisados os dados, 80% dos entrevistados são do sexo masculino e 20% do sexo feminino, com idades variando entre 21 e 47 anos. Com diferentes áreas de atuação, sendo elas Fotografia, Engenharia, Creative Assistant, Consultora de Customer Success e Coordenador de Projetos. 

Para os candidatos, um administrador deve ser inovador, líder, comunicador, flexível. Precisa também ter conhecimento técnico na sua área de atuação, saber gerenciar pessoas, ser ético e, além dos conhecimentos específicos na área de atuação, precisa adotar um perfil generalista, adquirindo assim o conhecimento específico em novas tecnologias e gerenciamento de projetos.


Para buscar colocação na área foi apontado que a construção de um Networking eficiente pode vir a se tornar um grande desafio, quando se está começando a carreira. Outro problema apontado foi o fato de que muitas áreas de atuação podem estar saturadas em determinadas regiões do estado de São Paulo, tornando a competição por uma vaga ainda mais implacável. A constante evolução tecnológica requer especialização recorrente para se manter atual no mercado e sem contar que Administração abre um leque muito grande em relação às áreas em que se pode atuar, por vezes são oferecidas vagas não tão aderentes ao perfil do profissional, em função de um curso abrangente, lavando a exigir cuidado redobrado na relação especialista/generalista.


Para atenderem as demandas do mercado os entrevistados precisaram desenvolver habilidades que os mantivessem relevantes, as quais fizeram a diferença em suas carreiras. Citaram que a comunicação efetiva, gestão de pessoas, criatividade, visão de oportunidades, liderança e habilidades técnicas relacionadas às tecnologias que envolvem o meio de atuação foram essenciais para o seu sucesso.

Precisaram, depois de concluírem a primeira graduação, de especialização, adquirindo uma bagagem de conhecimento essencial para suas respectivas funções. Além da Administração, os conhecimentos desenvolvidos que foram necessários são os seguintes: Marketing, Jornalismo, Fotografia, Especialização em Supply Chain, Pós em Mecatrônica e certificações em Sistemas SCADA (Supervisão e Aquisição de Dados) e CLPSs (Controle Lógico Programável).

Conclusão

Os entrevistados precisaram se qualificar para se adequarem às vagas, buscando conhecimento além do que a graduação lhes proporcionou.

Para 81% dos recrutadores, falta mão de obra qualificada, assim diz o Metro Jornal (2019). Por conta dos avanços tecnológicos as pessoas que não se atualizam não conseguem ocupar as vagas que estão a disposição. Se um profissional quer se destacar ele precisa tornar seu currículo competitivo, logo o autodesenvolvimento é extremamente importante para o desenvolvimento profissional (XAVIER, 2019). Portanto o Administrador precisa buscar a inovação constante para não ficar obsoleto, tendo em mente que a visão macro pode fazê-lo ir além e a visão micro o torna minuciosamente especialista em sua área. Então estas duas visões precisam coexistir para que ele sucesso.

Referências:

IBGE. Desemprego. 2019. Disponível em: <https://www.ibge.gov.br/indicadores#desemprego>. Acesso em: 24 nov. 2019.

METRO JORNAL (Ed.). Emprego: Para 81% dos recrutadores, falta mão de obra qualificada. 2019. Disponível em: <https://www.metrojornal.com.br/foco/2019/06/17/emprego-para-81-dos-recrutadores-falta-mao-de-obra-qualificada.html>. Acesso em: 24 nov. 2019.

XAVIER, Christianne Sauá. Importância do profissional manter-se atualizado e competitivo no mercado de trabalho. Disponível em: <http://www.tempoetrabalho.com.br/Site/NoticiasDetalhes.php?Titulo=importancia-do-profissional-manter-se-atualizado-e-competitivo-no-mercado-de-trabalho&Codigo=34>. Acesso em: 24 nov. 2019.

0 visualização

©2020 por Media Coast.